Qual a andabilidade da sua vizinhança?

walkscore
  • As ruas de  sua vizinhança são acessíveis a idosos, crianças e portadores de necessidades especiais?
  • Elas são bem conectadas e oferecem rotas alternativas entre os principais pares de origem-destino?
  • Possuem poucas faixas ou estão equipadas com mecanismos para acalmar o tráfego?
  • São confortáveis e seguras para quem não está de carro?

Se as respostas para as perguntas acima foram sim. Você provavelmente mora numa rua andável.

O que é andabilidade?
Esse é um conceito apresentado no site Walk Score e é a tradução do termo em inglês – walkability.

Para tornar uma vizinhança andável, é preciso:

  • Um centro facilmente identificável como um centro comercial, uma rua principal ou algum tipo de espaço público.
  • Densidade, tem que ser compacta suficiente para incentivar pequenos comerciantes e haja demanda suficiente para que o transporte público seja frequente e próximo a (quase) todos.
  • Renda variável, uso variado, ou seja, não é estritamente residencial ou comercial e existem imóveis disponíveis para todos que trabalham nas imediações seja jovem ou idoso, solteiro ou casado, rico ou pobre.
  • Parques e espaços públicos disponíveis para que as pessoas se reúnam e se divirtam.
  • Planejamento orientado ao pedestre com acesso fácil entre os imóveis e a rua para quem está a pé e estacionamentos e garagens para carros mais afastados ou pelos fundos.
  • Oferta de escolas e empregos próximos permitindo que se possa ir caminhando.

Todos nós gostaríamos de morar num bairro onde as crianças possam brincar na rua, onde as pessoas sejam simpáticas uma com as outras e que possamos andar sem se preocupar se nós ou alguem da nossa família vai ser assaltado na próxima esquina.

Mas para conseguir isso é necessário medir nossas atitudes no dia a dia. Adotar um comportamento e estimular outros a aumentar a andabilidade de sua rua e bairro é um ótimo começo. Você pode, por exemplo:

  • Dar preferência aos pequenos comerciantes próximos a sua casa.
  • Fazer mais deslocamentos a pé e de bicicleta.
  • Manter sua calçada transitável. Quem sabe até por um banco para os transeuntes.
  • Participar e/ou promover atividades com seus vizinhos como festas do quarteirão, hortas comunitárias, carona solidária.
  • Reduzir deslocamentos superiores a 5km.

São pequenas atitudes como essas que vão tornar possíveis as características de andabilidade apresentadas no ínicio do artigo.  Comece já !

Perguntas:
Quais locais em Curitiba você acha que possuem boa andabilidade?
Você considera sua rua andável?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *